Saúde

Síndrome do Intestino Irritável: entenda condição que afeta Yasmin Brunet no BBB24

Yasmin Brunet, influenciadora digital e atual participante do reality show BBB24, tem chamado atenção não apenas por suas estratégias no jogo, mas também por uma questão pessoal e delicada: sua luta contra a Síndrome do Intestino Irritável (SII). Dentro da casa, Yasmin enfrenta desafios únicos, especialmente relacionados à sua dieta na ‘xepa’, um segmento do programa onde a alimentação é mais restrita e menos variada. “Está me arregaçando isso, me fazendo muito mal“, desabafou Yasmin, expressando a dificuldade em lidar com as limitações alimentares impostas pela sua condição, agravadas pelo ambiente do programa.

Este cenário na casa mais vigiada do Brasil traz à tona a complexidade da Síndrome do Intestino Irritável, uma condição que afeta significativamente a vida diária dos que sofrem dela. Para tentar entender mais a respeito desta síndrome, iremos explorar em detalhes o que é a SII, como ela impacta a saúde e o bem-estar, e qual a importância de uma alimentação adequada e de cuidados especializados para quem vive com essa síndrome.

Síndrome do Intestino Irritável

A Síndrome do Intestino Irritável (SII) é um distúrbio gastrointestinal crônico que afeta o funcionamento normal do intestino grosso. Caracteriza-se por um conjunto de sintomas que incluem dor abdominal, inchaço, constipação e/ou diarreia. A Dra. Marcella Garcez, médica nutróloga e professora da Associação Brasileira de Nutrologia, esclarece:

O diagnóstico da SII não é simples, pois os sintomas podem se sobrepor a outras condições mais sérias. Ele é essencialmente clínico, baseado na observação dos sintomas do paciente, na ausência de anormalidades físicas no exame e, em alguns casos, na realização de uma colonoscopia para descartar outras doenças”.

Dieta e alimentação

Um dos pilares no manejo da SII é a dieta, especialmente a que segue o protocolo de baixa FODMAP. FODMAP é um acrônimo para Oligossacarídeos, Dissacarídeos, Monossacarídeos e Polióis Fermentáveis – um grupo de carboidratos de difícil digestão que podem agravar os sintomas em pessoas com SII. A Dra. Garcez explica: “Alimentos ricos em FODMAPs, como certos tipos de grãos, frutas e laticínios, podem induzir sintomas em pacientes com SII. Reduzir a ingestão desses alimentos pode ajudar a identificar os gatilhos e aliviar os desconfortos”.

No caso de Yasmin Brunet no BBB24, a restrição a alimentos como feijão, lentilha e grão de bico, que são ricos em FODMAPs, é um exemplo claro da adaptação necessária na dieta de quem sofre da SII. Além desses, alimentos como cebola, alho, trigo, maçãs, peras, melancia, laticínios e produtos com xarope de milho devem ser evitados ou consumidos com cautela. Estes alimentos podem causar sintomas como inchaço, gases e dor abdominal.

A dieta de baixa FODMAP não é uma solução permanente, mas sim uma estratégia temporária para identificar e eliminar os principais gatilhos alimentares. Como a participante do reality show evidencia, viver com a SII exige uma atenção constante à alimentação, algo que pode ser desafiador em ambientes com opções limitadas, como é o caso da ‘xepa’ no BBB.

Impacto psicológico e físico

Yasmin Brunet reclama de mesa preparada por Davi para a Xepa (Foto: Divulgação / BBB 24)
Yasmin Brunet reclama de mesa preparada por Davi para a Xepa (Foto: Divulgação / BBB 24)

A Síndrome do Intestino Irritável não afeta apenas o sistema digestivo; ela tem um impacto significativo também na saúde mental e emocional dos pacientes. O estresse, seja ele físico ou emocional, é um fator conhecido por desencadear ou agravar os sintomas da SII. A Dra. Marcella Garcez destaca: “O estresse elevado, comum no cenário atual, é um gatilho importante para crises de SII. Doenças psiquiátricas como depressão e ansiedade também são fatores que podem influenciar a condição”.

Além disso, existe uma relação bidirecional entre o cérebro e o intestino, conhecida como o eixo cérebro-intestino. Esse eixo sugere que as emoções e o estado psicológico podem afetar a função intestinal, e vice-versa. “A maior parte dos neurotransmissores, como a serotonina, é sintetizada no trato gastrointestinal e desempenha um papel fundamental na comunicação entre o cérebro e o intestino. Esta interação é afetada por diversos fatores, incluindo dieta, equilíbrio da microbiota intestinal, atividade física, qualidade do sono e gerenciamento do estresse”, explica a Dra. Garcez. Portanto, o tratamento da SII muitas vezes requer uma abordagem holística que considere tanto a saúde física quanto mental.

Tratamento e cuidados

Quando se trata do manejo da Síndrome do Intestino Irritável, a nutrição e as mudanças no estilo de vida são fundamentais. A Dra. Garcez aconselha: “A dieta de baixa FODMAP é uma parte crucial do tratamento, mas deve ser acompanhada por um profissional de saúde, pois cada indivíduo pode reagir de maneira diferente aos alimentos. Além disso, a dieta não deve ser mantida indefinidamente, pois pode levar a outros problemas de saúde, como constipação e disbiose intestinal”. Além disso, a Dra. Garcez recomenda práticas regulares de atividade física e técnicas de gerenciamento de estresse, como meditação ou yoga, para melhorar a qualidade de vida geral.

Além das recomendações dietéticas, a Dra. Garcez salienta a importância de um tratamento clínico integral que pode incluir medicamentos para controlar os sintomas, bem como o uso de probióticos específicos. “A abordagem do tratamento deve ser personalizada, levando em consideração os sintomas predominantes, os gatilhos alimentares e o estado emocional do paciente,” acrescenta a médica.

A orientação profissional é crucial não apenas para identificar os gatilhos alimentares, mas também para garantir que o paciente mantenha uma dieta balanceada e saudável. Além disso, a assistência de um psicoterapeuta ou de um psiquiatra pode ser benéfica para pacientes que lidam com o impacto emocional da SII. Dessa forma, um tratamento eficaz da SII requer uma abordagem multidisciplinar que considere todos os aspectos da saúde do indivíduo.

O caso de Yasmin Brunet no BBB24 ilustra não apenas os desafios enfrentados por quem vive com a Síndrome do Intestino Irritável, mas também a importância de um diagnóstico correto e de um acompanhamento médico contínuo. A SII é uma condição complexa que requer uma abordagem personalizada e multifacetada para o tratamento. É essencial que os pacientes busquem orientação profissional e não tentem autodiagnosticar-se ou autotratamento.

A conscientização sobre a SII é crucial, não só para melhorar a compreensão e empatia em relação a quem sofre da doença, mas também para incentivar aqueles que enfrentam sintomas semelhantes a procurar ajuda médica adequada. Com o suporte correto e as mudanças apropriadas no estilo de vida, é possível gerenciar efetivamente os sintomas da SII e manter uma vida saudável e ativa.

Rafael Nicácio

Estudante de Jornalismo, conta com a experiência de ter atuado nas assessorias de comunicação do Governo do Estado do Rio Grande do Norte e da Universidade Federal (UFRN). Trabalha com administração e redação em sites desde 2013 e, atualmente, administra o Portal N10 e a página Dinastia Nerd. E-mail para contato: rafael@oportaln10.com.br

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo