SaúdeNatalNordeste
Tendência

Natal lidera ranking de diabetes entre as capitais no Nordeste

Apesar de ser uma condição crônica, a diabetes pode ser controlada com o devido acompanhamento médico.

Na próxima quarta-feira (26), será comemorado o Dia Nacional do Diabetes, uma data destinada a aumentar a conscientização sobre a Diabetes Mellitus (DM). De acordo com a pesquisa Vigitel 2023, Natal se destaca negativamente como a capital com maior número de casos de diabetes no Nordeste, sendo a quarta no ranking nacional. Esses números alarmantes acendem um sinal de alerta para a comunidade médica e para a população em geral.

A Diabetes Mellitus é uma doença que pode se manifestar de duas maneiras principais. O diabetes tipo 1 é uma condição autoimune onde o corpo não consegue produzir insulina suficiente. Este tipo é geralmente diagnosticado na infância ou adolescência, mas pode ocorrer em qualquer idade. O diabetes tipo 2, por outro lado, é o mais comum no Brasil e surge devido à resistência à insulina. Este tipo está fortemente associado a fatores de risco como tabagismo, sedentarismo e uma alimentação não saudável.

A endocrinologista do Hospital Promater, Camila Pereira, enfatiza a conexão entre obesidade e diabetes tipo 2: “Controlar o peso é fundamental, porque geralmente o diabetes tipo 2 se desenvolve em pacientes com quadro de obesidade. O aumento de peso leva ao desenvolvimento da doença. É crucial manter um estilo de vida saudável, ser fisicamente ativo e realizar exames periódicos”, explica a especialista.

Apesar de ser uma condição crônica, a diabetes pode ser controlada com o devido acompanhamento médico. O Hospital Promater possui uma equipe multidisciplinar especializada no atendimento de pacientes diabéticos, oferecendo suporte integral que vai desde o diagnóstico até o tratamento e controle da doença.

Natal lidera ranking de diabetes entre as capitais no Nordeste
Endocrinologista do Hospital Promater, Camila Pereira – Foto: reprodução

A alta prevalência de diabetes em Natal (segundo a pesquisa) exige ações imediatas e eficazes. Campanhas de conscientização, programas de educação em saúde e políticas públicas voltadas para a prevenção são fundamentais para reverter esse quadro preocupante. Camila Pereira ressalta: “Precisamos de uma abordagem integrada que envolva não apenas os profissionais de saúde, mas também a comunidade, escolas e outros setores para promover hábitos saudáveis e prevenir o diabetes”.

Além disso, iniciativas como grupos de apoio, oficinas de culinária saudável e programas de exercícios físicos adaptados podem fazer a diferença na vida dos pacientes. Mariana Lopes, nutricionista, aponta: “A educação nutricional é um pilar essencial no manejo do diabetes. Ensinar os pacientes a fazerem escolhas alimentares saudáveis pode melhorar significativamente o controle glicêmico”.

Com o aumento do número de casos, Natal se torna um foco importante para as autoridades de saúde. A cidade precisa intensificar suas estratégias de combate e prevenção ao diabetes, garantindo que mais pessoas tenham acesso a informações e recursos necessários para lidar com a doença.


Descubra mais sobre N10 Notícias

Subscribe to get the latest posts sent to your email.

Rafael Nicácio

Estudante de Jornalismo, conta com a experiência de ter atuado nas assessorias de comunicação do Governo do Estado do Rio Grande do Norte e da Universidade Federal (UFRN). Trabalha com administração e redação em sites desde 2013 e, atualmente, administra o Portal N10 e a página Dinastia Nerd. E-mail para contato: rafael@oportaln10.com.br

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo