Política

Descontos em Carros “populares”, redução no preço dos caminhões e programa Desenrola Brasil; Veja detalhes

Saiba mais sobre os novos programas do Governo voltados a subsidiar a compra de carros populares e auxiliar no processo de quitação de dividias.

O ministro da Fazenda Fernando Haddad na manhã desta segunda-feira (5) afirmou para jornalistas que o programa para deixar carros populares mais baratos teve mudanças e vai dar prioridade para ônibus e caminhões.

Ainda nesta manhã Luiz Inácio Lula da Silva e Haddad se reuniram no Palácio do Planalto para discutir e alinhar algumas questões importantes para o programa.

Medida será anunciada na tarde desta segunda-feira (Créditos:Foto/Reprodução)

“A gente repaginou o programa e ele ficou mais voltado para o transporte coletivo e o transporte de carga, mas o carro também está contemplado”, disse o ministro, antes da reunião com Lula.

De acordo com o ministro da Fazenda durante á tarde desta segunda-feira o programa reformulado será devidamente apresentado após evento no Palácio do Planalto que se refere ao Dia Mundial do Meio Ambiente.

O governo já tinha anunciado no final de maio desse ano de 2023, medidas com o objetivo de baixar os preços dos carros que custam até R$120 mil. Com isso os benefícios fiscais contribuiriam para uma redução de até 10% dos preços.

Fernando Haddad disse na semana passada que o presidente Lula já tinha aprovado as propostas e sugestões do ministério para possibilitar o programa. Segundo ele a decisão teria duração de mais ou menos quatro meses e a renúncia fiscal não chegaria a R$2 bilhões.

Entenda mais sobre o Programa Desenrola

De extrema importância, outro assunto pautado no encontro desta segunda-feira (5) entre Fernando Haddad e Lula é o programa Desenrola que tem como intuito renegociar as dívidas de pessoas físicas.

Segundo Haddad, a expectativa é que o alcance do programa seja bem maior do que o planejado inicialmente com o objetivo de criar “uma dinâmica de curto prazo interessante para a economia”.

Consiste em incluir no sistema operacional toda a dívida e inadimplência que puder e tiver como ser renegociada. Com previsões para renegociações até R$50 bilhões em dívidas de R$37 milhões de pessoas físicas.

Juntamente com o Bolsa Família a nova tabela do Imposto de Renda e o novo salário-mínimo o programa Desenrola faz parte de “um conjunto de medidas bastante razoável que vai permitir a volta ao mercado consumidor dessas famílias”, segundo o ministro Fernando Haddad.

Confira os desdobramentos da reunião entre Haddad e Lula

No começo da noite desta segunda-feira (5) o ministro da Fazenda Fernando Haddad fez um anuncio sobre o programa de renegociação de dívidas para famílias com até dois salários mínimos.

Será válido para dívidas feitas até 31 de dezembro de 2022, segundo Haddad o programa que é batizado por “Desenrola” terá como intuito renegociar dívidas de até R$ 5 mil. A previsão feita pelo ministro é que pelo menos 30 milhões de brasileiros sejam alcançados por essa medida.

Segundo ele o programa deverá se oficializar por meio de medida provisória que foi assinada nesta segunda.

Outro assunto anunciado pelo vice-presidente e ministro da Indústria Geraldo Alckmin juntamente com Fernando Haddad ministro da Fazenda, foram medidas para baratear os veículos e além disso visa outros pontos importantes.

Desconto de R$ 2 mil até R$ 8 mil no preço final de carros e subsídios para que haja a redução do preço dos caminhões. Referente ao desconto de até R$8 mil no preço dos veículos, quando o carro for no valor de R$120 mil o desconto poderá chegar a 11,6% .

O desconto máximo será para carros que cumprirem os critérios sociais densidade industrial e meio ambiente. Já para caminhões e ônibus o desconto pode ser de até R$ 33,6 mil.


Descubra mais sobre N10 Notícias

Subscribe to get the latest posts sent to your email.

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo