Política

Modesto Neto é pré-candidato a prefeitura de Natal pelo PSOL

Aos 34 anos, o historiador — filiado ao PSOL há 14 anos — coloca o enfrentamento à especulação imobiliária e à máfia do transporte público como prioridades.

A Revolução Socialista, corrente interna do PSOL e seção brasileira da Liga Internacional Socialista (LIS), inscreveu a pré-candidatura do professor Modesto Neto à prefeitura de Natal no processo de prévias partidárias nesse começo de abril e criou mais um obstáculo aos setores do PSOL que desejam apoiar a candidatura majoritária de Natália Bonavides (PT).

O manifesto “Por um PSOL de cara própria em Natal” que apresenta Modesto Neto é subscrito por duas organizações internas do partido: Revolução Socialista e Avança PSOL. A pré-candidatura tem o apoio de figuras históricas da esquerda em Natal, como a médica e pré-candidata a vereadora Sônia Godeiro e o coordenador geral do Sinai, Santino Arruda, ambos dirigentes partidários.

Essa pré-candidatura é resultado do acúmulo político da Revolução Socialista e do Avança PSOL, duas organizações que entendem que nosso partido precisa ter cara própria em Natal para oferecer à cidade um programa que represente o enfrentamento à extrema direita sem abrir mão dos interesses da classe trabalhadora e do povo pobre”, ressalta Modesto Neto.

Aos 34 anos, o historiador — filiado ao PSOL há 14 anos — coloca o enfrentamento à especulação imobiliária e à máfia do transporte público como prioridades. Para Modesto, Natal possui enormes problemas e desafios para enfrentar, em especial na questão ambiental e no transporte público.

Temos que revogar o Plano Diretor da especulação imobiliária e estabelecer o passe livre através de uma empresa pública de transporte urbano”, defende.

Nestes dois movimentos iremos frear a especulação imobiliária, recuperar a cobertura vegetal da cidade e acabar com a máfia do transporte público”, explica o professor de História da rede pública de ensino.

A primeira eleição municipal do PSOL foi disputada em 2008, e desde então o partido apresentou candidatura própria à Prefeitura de Natal em todos os anos (2008, 2012, 2016 e 2020). Atualmente, uma movimentação da direção majoritária da sigla na capital potiguar estuda uma aliança com a deputada federal Natália Bonavides, do PT. Modesto Neto e Revolução Socialista são contra esta possível aliança.

Se o PSOL adere à campanha de Natália Bonavides, estará se incorporado a uma Frente Ampla que terá como sócio majoritário a direita e as oligarquias, em especial a família Alves. Isso é péssimo politicamente para o PSOL, especialmente nestas eleições de 2024 onde o partido poderá eleger três parlamentares. Até eleitoralmente não é uma decisão tática inteligente”, aponta.

Além disso, Modesto Neto e a Revolução Socialista também defendem a realização de prévias partidárias para definir o nome do PSOL à Prefeitura de Natal, como aprovado no Congresso do partido realizado em setembro de 2023. “O PSOL não pode se aliar a uma candidatura do PT sem encerrar o debate interno e isso significa prévias já”, reivindica o professor.

De acordo com o pré-candidato à Prefeitura, o PT “enfrenta” a direita incorporando seus quadros no controle da máquina do Estado. “É uma tentativa de domesticar a direita e conciliar interesses que são inconciliáveis. Isso não faremos. Enfrentar Álvaro Dias significa contrariar os interesses que ele representa”, conclui.


Descubra mais sobre N10 Notícias

Assine para receber os posts mais recentes por e-mail.

Rafael Nicácio

Estudante de Jornalismo, conta com a experiência de ter atuado nas assessorias de comunicação do Governo do Estado do Rio Grande do Norte e da Universidade Federal (UFRN). Trabalha com administração e redação em sites desde 2013 e, atualmente, administra o Portal N10 e a página Dinastia Nerd. E-mail para contato: rafael@oportaln10.com.br

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo