Economia
Tendência

Carteirinhas do ‘Passe Livre’ podem ser emitidas de forma digital

O benefício de gratuidade em ônibus interestadual é destinado a pessoas de baixa renda com deficiências e outras condições; confira.

O Governo Federal anunciou uma inovação no sistema de emissão do Passe Livre, que agora pode ser feito de maneira digital. Este benefício, que garante a gratuidade em viagens de ônibus interestadual para pessoas de baixa renda com deficiência física, mental, ostomia ou doença renal crônica, será muito mais acessível e prático.

A partir desta terça-feira (9), os novos cadastros podem ser feitos online, permitindo que o documento seja emitido em formato digital, com a inclusão de um QR Code, ou impresso.

Processo para novos usuários do Passe Livre Digital

Para quem ainda não é usuário do Passe Livre, os seguintes passos devem ser seguidos para obter o Passe Livre Digital:

  1. Cadastro prévio no Benefício de Prestação Continuada (BPC) junto ao Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) – Código B87, ou no Cadastro Único do Governo Federal.
  2. Inclusão prévia como pessoa com deficiência no Ministério dos Direitos Humanos.
  3. Acesso à página de credenciamento do Passe Livre Digital, através do link: https://passelivre.antt.gov.br/.

Com o novo procedimento, todas as informações são fornecidas online e não há mais necessidade de análise do cadastro, permitindo que a carteira seja emitida imediatamente.

Beneficiários atuais

Para aqueles que já possuem o Passe Livre, não é necessário realizar um novo procedimento devido à digitalização. Apenas na ocasião da renovação da carteira será necessário seguir o novo processo digital, que agora dispensa o reenvio de documentos.

Benefícios do Passe Livre Digital

A modernização traz várias vantagens significativas:

  • Emissão imediata: O novo sistema elimina a necessidade de análise prévia, permitindo a emissão rápida da credencial.
  • Flexibilidade de apresentação: A credencial pode ser impressa em papel comum ou exibida digitalmente através de um QR Code.
  • Sem necessidade de reenvio de documentos: Beneficiários existentes não precisam mais enviar novamente a documentação durante a renovação.
  • Validade contínua: A credencial permanece válida enquanto o usuário cumprir os requisitos para o benefício, sem necessidade de renovação periódica.
  • Desburocratização: O acompanhante do beneficiário não precisa mais de um cadastro separado. Basta ser indicado pelo beneficiário no momento da compra do bilhete.

Segundo o governo, a digitalização do Passe Livre tem como objetivo simplificar o acesso ao benefício, tornando o processo mais ágil e menos burocrático. Isso deve aumentar o número de beneficiários, facilitando o acesso ao transporte para as pessoas que realmente precisam.


Descubra mais sobre N10 Notícias

Subscribe to get the latest posts sent to your email.

Rafael Nicácio

Estudante de Jornalismo, conta com a experiência de ter atuado nas assessorias de comunicação do Governo do Estado do Rio Grande do Norte e da Universidade Federal (UFRN). Trabalha com administração e redação em sites desde 2013 e, atualmente, administra o Portal N10 e a página Dinastia Nerd. E-mail para contato: rafael@oportaln10.com.br

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo