Brasil
Tendência

DNIT adia novamente entrega de desvio na BR-304 em Lajes

O atraso contínuo tem sido atribuído às condições climáticas adversas, que interferiram significativamente nos trabalhos de construção.

O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) anunciou mais um adiamento na entrega do desvio da BR-304, que foi obstruída após severas chuvas no final de março, na altura do município de Lajes, Rio Grande do Norte. A nova data prevista para a liberação, que era nesta quarta-feira (15), foi postergada para os próximos dias, sem uma data específica confirmada.

Durante uma audiência pública na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte, Francisco Igor Nunes, chefe do Serviço de Planejamento e Projetos do DNIT/RN, expressou otimismo ao declarar que “a expectativa nossa é de que na próxima sexta-feira a gente consiga construir o serviço e abrir para o tráfego“. Ele ressaltou que a estimativa é baseada na capacidade de execução atual e na esperança de que não ocorram mais chuvas que possam causar novos atrasos.

O atraso contínuo tem sido atribuído às condições climáticas adversas, que interferiram significativamente nos trabalhos de construção. “O cronograma de conclusão do desvio está sendo revisto devido às condições climáticas“, mencionou o DNIT por meio de uma nota.

A obra, que começou no dia 3 de abril, três dias após o km 203,5 ser interditado, inicialmente tinha um prazo de conclusão de 15 dias. A estrutura temporária de aproximadamente 500 metros de extensão, foi projetada para ser concluída até o dia 18 de abril, o que não ocorreu devido aos imprevistos climáticos.

Atualmente, o desvio em construção, que conta com 10,5 metros de largura e uma camada de concreto de sete centímetros, visa oferecer maior segurança e capacidade para veículos pesados. Além de ser uma estrutura provisória, o desvio será parte do canteiro de obras para a futura construção de uma nova ponte, que substituirá a estrutura danificada pelas chuvas.

Paralelamente, um desvio alternativo em propriedade privada foi estabelecido no final de abril, ajudando a mitigar o impacto no tráfego local. Para os motoristas que necessitam desviar do trecho afetado, o DNIT sugere rotas alternativas. Quem segue no sentido NatalMossoró pode utilizar a BR-226/RN, passando por Currais Novos e Jucurutu, enquanto no sentido inverso, a rota sugerida envolve a RN-118 até Macau, seguindo pela BR-406/RN.

A principal obra de reconstrução da ponte está em fase de anteprojeto, com expectativas de iniciar o processo de contratação para a obra no segundo semestre. “A nova estrutura terá conformações diferentes da travessia que colapsou, visando elevar a capacidade de vazão“, esclarece o DNIT.


Descubra mais sobre N10 Notícias

Assine para receber os posts mais recentes por e-mail.

Rafael Nicácio

Estudante de Jornalismo, conta com a experiência de ter atuado nas assessorias de comunicação do Governo do Estado do Rio Grande do Norte e da Universidade Federal (UFRN). Trabalha com administração e redação em sites desde 2013 e, atualmente, administra o Portal N10 e a página Dinastia Nerd. E-mail para contato: rafael@oportaln10.com.br

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo