Brasil

Como receber alertas da Defesa Civil durante alagamentos e temporais?

Nessa terça-feira (28) as chuvas continuaram por todo o país e as Regiões Sul, Sudeste e uma faixa do Nordeste ficaram em estado de alerta para chuva volumosa, ventos fortes, alagamentos, deslizamentos e ventos de até 80 km/h, de acordo com as informações do Cemaden e do Climatempo. No Rio Grande do Norte, onde a Defesa Civil ficou em estado de alerta, as maiores preocupações foram com as fortes chuvas que atingiram Natal e região metropolitana, especialmente na área da BR-101, próximo a São José do Mipibu. Um dos pontos mais críticos é a ponte sobre o rio Trairi, onde a situação demandou atenção imediata.

Com isso, uma das formas da Defesa Civil contribuir com a população é a emissão de alertas contra o risco de temporais, alagamentos e chuvas intensas. Esse serviço é importante para a segurança das pessoas e pode ser obtido de maneira rápida e prática. A seguir confira como se cadastrar e ficar apto a receber os alertas de segurança.

Alerta da Defesa Civil sobre chuvas temporais e alagamentos

A Defesa Civil oferece, gratuitamente, um Sistema de Alerta que envia mensagens de texto para os celulares cadastrados com recomendações e avisos sobre chuva, raios e temporais. Confira o passo a passo de como se cadastrar.

Confira como se cadastrar nos canais de prestação de serviço:

SMS- envie um SMS para o número 40199 com o CEP da residência no assunto da mensagem.

Aplicativo móvel – Aplicativo WhatsApp

Cadastre o número 61 2034-4611 ou clique em: https://wa.me/556120344611

Dê um “olá” para o robô de alertas e siga os passos da tela para cadastrar as áreas de interesse ou pesquisar os alertas já vigentes.

Aplicativo móvel – Aplicativo Telegram

Procure o contato “Defesa Civil Alertas”, dê um “olá” para o robô de alertas e siga os passos da tela para cadastrar as áreas de interesse ou pesquisar os alertas já vigentes.

Web – TV por assinatura

Os avisos e alertas da Defesa Civil surgem automaticamente durante a programação das TVs por assinatura.

Confira também a situação da BR 101 em São José de Mipibu – RN

https://www.instagram.com/reel/C0MPkvqMkA6/?utm_source=ig_web_copy_link

Veja como fica a situação da chuva pelo Brasil

As chuvas volumosas que estão acontecendo nos últimos dias são consequência direta do El Niño atuando sobre o Oceano Atlântico, que está com temperatura das águas de 1,5 a 1,8°C acima do normal. Os temporais podem atingir as seguintes regiões do país, que podem registrar desde alagamentos e deslizamentos até o risco de chuvas volumosas acima do normal, raios e ventos de até 80 km/h, segundo o Cemaden e o Climatempo

  • Faixa entre Leste de RS e SC e um pouco do Sudeste do PR, com risco para chuva volumosa, inundações e deslizamentos.
  • Rio Grande do Norte, com risco para chuva volumosa, raios, inundações e deslizamentos. A capital Natal, que recebeu 200mm de chuva na segunda, deve ter mais 50mm nesta terça.
  • Região entre metade Sul de MS, boa parte do Sul de MG, pegando os estados de SP, RJ, PR e SC inteiros e metade do RS. Há perigo de chuva forte, alagamentos, ventos de até 80 km/h e granizo isolado.
  • Região costeira entre João Pessoa, na Paraíba, e Fortaleza, no Ceará, com grandes chances de chuva forte, alagamentos e raios.
Estudo indica que temporais estão mais frequentes no Rio de Janeiro | Agência Brasil Estudo indica que temporais estão mais frequentes no Rio de Janeiro (Créditos: Agência Brasil)
Estudo indica que temporais estão mais frequentes no Rio de Janeiro | Agência Brasil Estudo indica que temporais estão mais frequentes no Rio de Janeiro (Créditos: Agência Brasil)

O sistema de alta pressão em alto mar continua tendo grande influência nas regiões Sul e Sudeste, que aliado a uma faixa de umidade vinda do Norte e um cavado a 5 mil pés de altitude, manda muitas nuvens de tempestade e chuvas para a região. Florianópolis deve registrar 70mm de chuvas nesta terça. A chuva volumosa com raios prevista para o Nordeste acontece por conta de um sistema de baixa pressão aliado a um vórtice ciclônico de altos níveis, a 10 mil metros da superfície, e aos ventos que vêm do mar.

O El Niño também aumenta a secura no interior do país, segundo o Climatempo. O estado é de alerta para a região entre Tocantins, Piauí e Bahia, com umidades que vão de 12 a 20%. Uma área mais estendida que pega todo o Tocantins, sul do Piauí, metade leste da Bahia e norte de MG que fica com níveis entre 20% a 30% de umidade.

As máximas nesta terça (28) ficam em 27°C em São Paulo, 31°C no Rio, 34°C em Cuiabá e 36°C em São Luís. No Sul as temperaturas baixam, com 23°C em Porto Alegre e Curitiba e 22°C em Florianópolis.

Revisado por Hiago Luis

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo