Ciência

Voluntários viverão presos em um habitat semelhante a Marte por um ano

Neste próximo domingo (2 de julho), uma cena que mais se assemelha a um filme de ficção científica irá acontecer. Quatro corajosos pesquisadores irão vestir seus trajes espaciais e entrarão em um mundo vermelho – um ambiente simulado que replica as severas condições de Marte, onde vão viver e trabalhar durante o próximo ano.

Essa iniciativa ousada é o projeto CHAPEA, da NASA, que convida seus voluntários a passar 378 dias em um ambiente fechado, semelhante a Marte. O motivo? Preparar-se para as futuras missões que a agência espacial pretende enviar ao Planeta Vermelho.

É uma experiência incrivelmente gratificante e privilegiada fazer parte desta tripulação e missão“, compartilhou a pesquisadora Kelly Haston, uma das quatro integrantes do estudo, numa coletiva de imprensa pré-missão. Para Haston, o envolvimento nesse projeto é uma conquista pessoal e profissional, gerando dados cruciais que podem levar a viagens espaciais mais seguras e eficientes.

O ambiente CHAPEA

A base CHAPEA, um habitat de 160m² impresso em 3D, fica no Centro Espacial Johnson da NASA em Houston, Texas. A equipe de Haston, formada pelo engenheiro estrutural Ross Brockwell, o médico de urgência Nathan Jones e a microbióloga Anca Selariu, foram cuidadosamente selecionados em abril para esta missão.

Esta estrutura abriga uma cozinha, dois banheiros, quartos privados, uma área de trabalho e um espaço para lazer e interação social. Foi pensada para simular os desafios de uma missão real em Marte, incluindo limitações de recursos, falhas de equipamentos, atrasos nas comunicações e diversos fatores de estresse ambiental.

Replicando a vida marciana na Terra

No interior da simulação marciana, os quatro voluntários vão desempenhar diversas atividades, como se realmente estivessem no Planeta Vermelho. Essas tarefas incluem caminhadas espaciais simuladas, operações robóticas, manutenção do habitat, cuidados pessoais, exercícios físicos e até mesmo o cultivo de plantas.

Marte é um deserto árido e seco, com uma atmosfera fina cheia de dióxido de carbono e temperaturas subzero no inverno. Juntamente com parceiros internacionais, a NASA almeja enviar seres humanos a Marte e estabelecer uma presença duradoura de astronautas no planeta. Para isso, a agência espacial está empenhada em se preparar para os desafios que estão por vir.

Cada missão do projeto CHAPEA contará com uma equipe de quatro membros vivendo e trabalhando em um módulo de 1.700 pés quadrados impresso em 3D, chamado Mars Dune Alpha. Essa simulação é crítica para testar soluções para as complexas necessidades de se viver na superfície marciana, explicou Grace Douglas, cientista líder do projeto de Pesquisa Avançada em Alimentos da NASA.


Descubra mais sobre N10 Notícias

Subscribe to get the latest posts sent to your email.

Romário Nicácio

Administrador de redes, estudante de Ciências e Tecnologia (C&T) e Jornalismo, que também atua como redator de sites desde 2009. Co-fundador do Portal N10 e do N10 Entretenimento, com um amplo conhecimento em diversas áreas. Com uma vasta experiência em redação, já contribuí para diversos sites de temas variados, incluindo o Notícias da TV Brasileira (NTB) e o Blog Psafe. Sua paixão por tecnologia, ciência e jornalismo o levou a buscar conhecimentos nas áreas, com o objetivo de se tornar um profissional cada vez mais completo. Como co-fundador do Portal N10 e do N10 Entretenimento, tenho a oportunidade de explorar ainda mais minhas habilidades e se destacar no mercado, como um profissional dedicado e comprometido com a entrega de conteúdo de qualidade aos seus leitores. Para entrar em contato comigo, envie um e-mail para romario@oportaln10.com.br.

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo