Política

Aprovação ao trabalho de Lula sobe para 60%, revela pesquisa

Nesta quarta-feira (16) foram divulgados os dados da pesquisa Genial/Quaest, que analisa o desempenho do presidente de Luiz Inácio Lula da Silva (PT). De acordo com o dados revelados o índice de aprovação é de 60% dos brasileiros, ante 35% que desaprovam. Além disso, não souberam ou não responderam a pesquisa 5% do entrevistados.

O governo Lula em uma avaliação geral, tem 42% de aprovação e 24% de reprovação, enquanto 29% consideram sua gestão regular, outros 5% não souberam ou não quiseram responder. Com isso, a avaliação do trabalho feito por Lula cresceu 4 p.p em comparação à pesquisa anterior feita em junho. Entre o eleitorado que desaprova a atuação do presidente, o porcentual ficou 5 p.p abaixo do registrado no levantamento anterior.

A percepção sobre a economia melhora diretamente os indicadores do chefe do Executivo. Para 34% dos entrevistados, a economia melhorou nos últimos 12 meses, enquanto 39% acreditam que ela ficou do mesmo jeito, 23% viram piora e 3% não responderam. Para 59% das pessoas, a economia vai continuar melhorando nos próximos 12 meses. Outros 22% esperam uma piora, 16% acreditam que ela ficará igual e 4% não responderam.

Ainda pode-se observar que é bom o relacionamento de Lula com o Congresso. Para 43%, o presidente tem tido mais facilidade para conseguir apoio na Câmara e no Senado (ante 31% em junho), e para 38% a dificuldade está maior (51% em junho). A pesquisa foi realizada entre os dias 10 e 14 de agosto, com 2.029 entrevistas presenciais com brasileiros de 16 anos ou mais em todos os Estados. A margem de erro é de 2,2 pontos percentuais.

Aprovação de Lula por região

Sobre a aprovação do presidente Lula por região, pela 1ª vez desde o início da série histórica, o trabalho de Lula é mais aprovado do que rejeitado nas 5 regiões. No Sul, onde Jair Bolsonaro (PL) costuma ter alto número de apoiadores, a aprovação do petista subiu de 48% para 59% e a rejeição diminuiu de 49% para 38%. No Sudeste, passou de 51% para 55%.

  • Nordeste: 72% de aprovação, 25% de reprovação e 3% de abstenção
  • Sudeste: 55% de aprovação, 39% de reprovação e 6% de abstenção
  • Centro-Oeste/Norte: 52% de aprovação, 39% de reprovação e 9% de abstenção
  • Sul: 59% de aprovação, 38% de reprovação e 3% de abstenção

Aprovação por religião

No eleitorado evangélico, foco da campanha de Jair Bolsonaro em 2022, também pela 1ª vez na série histórica, a aprovação superou a desaprovação, por 50% a 46%.

  • Católica: 63% de aprovação, 32% de reprovação e 5% de abstenção
  • Evangélica: 50% de aprovação, 46% de reprovação e 5% de abstenção
  • Outras/não têm religião: 64% de aprovação, 30% de reprovação e 5% de abstenção


Descubra mais sobre N10 Notícias

Assine para receber os posts mais recentes por e-mail.

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo